Sobre

No Brasil, após a Constituição de 1988, a democracia vem se firmando a cada dia. É a própria Carta Constitucional que preconiza “todo poder emana do povo”. E, nesta democracia onde o povo escolhe livremente seus representantes, que hoje participa de seus Governos opinando, dando sugestões e avaliando através de audiências públicas, que vai às ruas protestar contra governantes corruptos, o Poder Legislativo é o maior elo de ligação entre esta população, seus anseios e a concretização dos mesmos.

 

História da Câmara

É o Vereador que leva ao Executivo as necessidades da população. É o Vereador que analisa, discute e vota os Projetos da Administração, transformando-os em Leis, que irá refletir diretamente na vida das pessoas. É o Vereador, e aqui principalmente em uma cidade como Montividiu, que socorre a população numa necessidade de saúde, que tenta resolver para cada um o problema da bolsa de estudos, do trabalho, da moradia, do lazer e outros mais. O Vereador muitas vezes em Montividiu é o Assistente Social, o conselheiro, o advogado, e o amigo que se preocupa com os problemas de cada um.

Por isso, faz-se necessário lembrar todos os homens que, compondo a Câmara Municipal de Montividiu, ajudaram a escrever a história deste Legislativo e da cidade de Montividiu.

A Câmara Municipal de Montividiu instalou-se no dia 1º de janeiro de 1989, dando posse ao 1º Prefeito, o Dr. ARMANDO FONSECA JÚNIOR e o seu Vice ADOLFO GONÇALVES PEREIRA. Foram eleitos para a 1ª Legislatura os Vereadores: Antônio Garibaldi Rodrigues dos Santos, Clarimundo Dionizio Peres, Deraídes Cruvinel da Silva, Heide Outa, José Pereira Leão, Lourival Lourenço Ribeiro, Luiz Cascimiro da Silva, Paulo Leão Cruvinel e Sinval Rodrigues. Seu primeiro Presidente foi o Vereador Paulo Leão Cruvinel. Funcionou quase até o término da 1ª Legislatura em um prédio alugado na esquina da Rua Filogônio Faria Leão com a Avenida Rio Verde.